"A vida é um solo acompanhado." Este é o de Nuno Artur Silva

"A sério?" perguntou o primeiro a ouvir a ideia de que queria fazer um espetáculo a solo. A sério. E está em cena até sábado com António Jorge Gonçalves e os Dead Combo.

O "gajo do Eixo" - é assim que agora é conhecido, diz ele - sobe ao palco com o amigo de longa data António Jorge Gonçalves e os Dead Combo, que serão a "Gisele Bündchen" do espetáculo. Para o caso de aquilo "correr mal".

A sério? Nuno Artur Silva - sim, apresentador do programa de televisão Eixo do Mal - sobe hoje ao palco do Teatro-Estúdio Mário Viegas, em Lisboa, onde estará até sábado com aquilo a que chama um "solo batoteiro". Ou - diz ele - "o mais próximo que vou estar na vida de pertencer a um quarteto de jazz."

O título Nuno Artur Silva. A sério? relata a primeira reação à ideia de fazer um espetáculo de stand-up comedy a solo, aos 52 anos, quando se é diretor das Produções Fictícias. O espanto do "a sério" lançado veio do produtor do festival Famous Humour Fest, Hugo Nóbrega, que lhe ligou para que programasse uma noite ou um espetáculo.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Ler mais

Premium

Anselmo Borges

Francisco ​​​​​​​em Pequim?

1. A perseguição aos cristãos foi particularmente feroz durante a Revolução Cultural no tempo de Mao. Mas a situação está a mudar de modo rápido e surpreendente. Desde 1976, com a morte de Mao, as igrejas começaram a reabrir e há quem pense que a China poderá tornar-se mais rapidamente do que se julgava não só a primeira potência económica mundial mas também o país com maior número de cristãos. "Segundo os meus cálculos, a China está destinada a tornar-se muito rapidamente o maior país cristão do mundo", disse Fenggang Yang, professor na Universidade de Purdue (Indiana, Estados Unidos) e autor do livro Religion in China. Survival and Revival under Communist Rule (Religião na China. Sobrevivência e Renascimento sob o Regime Comunista). Isso "vai acontecer em menos de uma geração. Não há muitas pessoas preparadas para esta mudança assombrosa".