28 mil portugueses foram ver a versão feminina de Ocean"s

Ocean"s 8 sem pedalada de blockbuster. Nos EUA, Mundo Jurássico- Reino Caído já atingiu os 150 milhões de dólares nas salas.

28 mil portugueses foram ver Ocean"s 8, a versão feminina de Ocean"s. George Clooney já não mora no filme de Gary Ross e um super elenco feminino não foi suficiente para números melhores. Quase que se pode considerar um fracasso este filme de golpe, embora este tenha sido um dos piores fins-de-semana do ano para o cinema, sobretudo se atendermos às festas dos Santos Populares, ao Mundial de Futebol e à enorme escala do Rock in Rio. As críticas negativas também não terão ajudado.

Comparativamente, a sequela número cinco de Taxi, de Franck Gastambide, terá surpreendido. Arrancou com 9 mil espetadores mas está em muito menos salas, bem como A Livraria, o filme espanhol de Isabel Coixet que faturou bem mesmo sem ser mostrado à imprensa - fez quase 2 mil espetadores em poucas salas . Fracasso na ala dos filmes de arte & ensaio é Western, de Valeska Grisebach, cinema alemão muito elogiado e que nem mais de cem bilhetes vendeu, tal como A Escola da Vida, filme comercial francês de Nicolas Varnier, com uns míseros 99 bilhetes.

Por esta altura, assistimos também à invisibilidade de alguns filmes, sobretudo alguns com estreia limitada, como Desafio ao Poder, de Jean van de Velde, que apenas levou 28 pessoas ao engano. São números que atestam um período menos bom nas bilheteiras mas que deverá ter um impulso forte com a invasão da pequenada a Incredibles 2- OS Super-Heróis, a nova bujarda da Pixar.

Nos EUA, Mundo Jurássico- Reino Caído, de J.A. Bayona, entrou com 150 milhões de dólares, números potentes mas muito longe do pecúlio de Incredibles, que aconteça o que acontecer será um dos campeões do verão.

Se não falarmos de blockbusters, Tag-Jogo da Apanhada, comédia da Warner, conseguiu já chegar aos 30 milhões, o que atesta vida saudável para este tipo de comédias ligeiras com orçamentos controlados, ao contrário de certos "biopics" como Gotti- Um Verdadeiro Padrinho Americano, com John Travolta, cuja vida no top das bilheteiras é uma anedota pegada, não tendo acumulado mais de 3 milhões de dólares. Uma vergonha daquelas tão grandes que fez com que Travolta atacasse a crítica americana.

Esta semana, Portugal e os EUA recebem Sicario- Guerra de Cartéis, com Benicio Del Toro. Prevê-se que possa fazer mais do que o primeiro...

Exclusivos

Premium

Leonídio Paulo Ferreira

Nuclear: quem tem, quem deixou de ter e quem quer

Guerrilha comunista na Grécia, bloqueio soviético de Berlim Ocidental ou Guerra da Coreia são alguns dos acontecimentos possíveis para datar o início da Guerra Fria, que alguns até fazem remontar à partilha da Europa em esferas de influência por Churchill e Estaline ainda o nazismo não tinha sido derrotado. Mas talvez 29 de agosto de 1949, faz agora 70 anos, seja a melhor opção, afinal nesse dia a União Soviética fez explodir a sua primeira bomba atómica e o monopólio da arma pelos Estados Unidos desapareceu. Sim, foi o teste em Semipalatinsk que estabeleceu o tal equilíbrio do terror, primeiro atómico e depois nuclear, que obrigou as duas superpotências a desistirem de uma Guerra Quente.