Filme húngaro a caminho dos Óscares

"Corpo e Alma", Ildikó Enyedi

Vencedor do Urso de Ouro de Berlim no passado mês de fevereiro e candidato húngaro a uma nomeação para o Óscar de melhor filme estrangeiro, eis um objeto serenamente fora de moda, encenando a mais insólita das relações amorosas: um homem e uma mulher, ambos profissionais no ambiente de metódica crueza de um matadouro, descobrem que, noite após noite, partilham os mesmos sonhos...

Ildikó Enyedi, a realizadora de O Meu Século XX (1989), filma essa silenciosa cumplicidade como uma fábula transcendental que, afinal, se inscreve num cenário de desencantado realismo.

Estamos perante um cinema de emoções à flor da pele que, acima de tudo, confia na excelência dos seus atores o destaque vai para a admirável Alexandra Borbély, distinguida como melhor actriz do ano nos Prémios do Cinema Europeu.

Classificação: **** (muito bom)

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG