Filme de aventuras vai contar a viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães

Produção começa a ser desenvolvida no início de 2019 e terá lugar em vários locais de Espanha e na República Dominicana

A primeira viagem de circum-navegação ao globo, há 500 anos, comandada por Fernão de Magalhães e concluída por Juan Sebastián Elcano, vai ser transposta para o cinema numa produção espanhola intitulada "Sin Límites".

Segundo a agência de notícias espanhola Efe, o filme "épico de aventuras" será rodado pelo realizador britânico Simon West e o orçamento rondará os 25 milhões de euros, com produção da Mono Films e da Kilima Media.

A rodagem, agendada para o começo de 2019, decorrerá em vários locais de Espanha, como o País Basco, Sevilha e as ilhas Canárias - onde se pretende recriar a Patagónia e o estreito de Magalhães -, bem como na República Dominicana.

Para além de Simon West, que assinou filmes de ação como "Con Air: Fortaleza Voadora" (1997) e "Lara Croft: Tomb Rider" (2001), o filme conta na equipa técnica com Dan Hennan, que trabalhou em "O Hobbit" e "Thor: Ragnarok", e Félix Bergés, supervisor de efeitos especiais de uma das temporadas da série "Guerra dos Tronos".

"Sin Límites" é "um filme clássico de aventuras, uma história única e universal", afirmou o produtor Miguel Menéndez de Zubillaga

A viagem aconteceu há 500 anos, quando o navegador português Fernão de Magalhães organizou e comandou, ao serviço do rei de Espanha, a primeira viagem de circum-navegação ao globo, alcançando o extremo sul do continente americano e atravessando o estreito que veio a ser batizado com o seu nome.

A expedição começou a 20 de setembro de 1519, com mais de 200 homens a partirem de Sanlúcar de Barrameda (sul de Espanha), e terminou três anos depois, com apenas 18 tripulantes a regressarem ao porto de Sanlúcar.

Fernão de Magalhães morreu nas Filipinas, em 1521, aos 41 anos, pelo que a viagem foi concluída pelo navegador espanhol Juan Sebastián Elcano

Em Portugal as comemorações dos 500 anos da viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães estão a ser preparadas por uma estrutura de missão liderada por José Manuel Marques.

O programa, que decorrerá até 2022, contará com mais de 60 iniciativas e ações, entre as quais uma candidatura da Rota de Magalhães a Património Cultural da Humanidade da UNESCO e a criação de um Centro de Interpretação sobre a viagem de circum-navegação.

Um festival multicultural e gastronómico, uma grande exposição internacional e a divulgação de estudos e investigações são exemplos de outras iniciativas que vão assinalar os 500 anos da viagem.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG