Eunice Muñoz condecorada por Cavaco Silva

(ACTUALIZADA) O Presidente da República condecorou hoje Eunice Muñoz com a Grã-cruz da Ordem do Infante D. Henrique, assinalando assim os 70 anos de carreira da actriz.

O Presidente da República definiu a homenageada como "talvez a actriz portuguesa mais completa" e referiu que a distinção, além de um "reconhecimento do Estado pelo contributo para a cultura e teatro portugueses", é "um estímulo para que continue a compor personagens únicas e inesquecíveis".

Para Cavaco Silva, a peça em que Eunice Muñoz se estreou, em 1941, "Vendaval", foi "inspiradora", "porque a vida [da actriz] tem sido um vendaval de talento e emoções".

Na cerimónia de entrega da Grã-Cruz da Ordem do Infante, que decorreu no Palácio de Belém, estiveram ao lado da actriz, além das filhas, filho e netas, a ex-ministra das Finanças Manuela Ferreira Leite, o encenador Celso Cleto e as actrizes Maria José Paschoal e Isabel Abreu.

A cerimónia realizou-se às 12:00, no Palácio de Belém, em Lisboa, horas antes de Eunice Muñoz sobir ao palco do Auditório Municipal Eunice Muñoz, em Oeiras, onde estreia a peça "O cerco a Leninegrado", do espanhol José Sanchis Sinisterra, com direcção e encenação de Celso Cleto.

Esta obra é a peça com que Eunice Muñoz assinala os 70 anos de carreira, num palco que leva o seu nome.

A peça, uma comédia cuja acção gira em torno de uma actriz e da mulher do director de um teatro, é co-produzida pelo DRAMAX - Centro de Artes Dramáticas de Oeiras e Câmara Municipal de Oeiras.

Além de Oeiras, a peça subirá, a 22 de Janeiro de 2012, ao palco do Teatro Belas Artes, em Madrid, e em Março estará no Teatro S. Luiz, em Lisboa.

"O cerco a Leninegrado", de José Sanchis Sinisterra, conta apenas com duas personagens. Além de Eunice Muñoz é representada por Maria José Pascoal.

Eunice Muñoz estreou-se nos palcos a 28 de Novembro de 1941, na peça "Vendaval, de Virgínia Vitorino, com a Companhia Rey Colaço-Robles Monteiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG