Dead Combo vão musicar filme mudo no farol de Vila Real de Santo António

A dupla portuguesa Dead Combo vai tocar ao vivo durante a projeção do filme mudo Os Faroleiros, na próxima quarta-feira, no farol de Vila Real de Santo António, evento que encerrará a segunda edição do projeto Video Lucem

Segundo disse à Lusa fonte ligada ao projeto, nos últimos seis meses, o Video Lucem apresentou um filme mudo por mês em seis igrejas algarvias, sempre musicado ao vivo por diferentes artistas, ultrapassando os 800 espectadores, na sua maioria portugueses.

A iniciativa retira-se em maio das igrejas e passa a projeção do último filme, exibido pela primeira vez em 1922, para o farol de Vila Real de Santo António, estabelecido em 1923, com uma banda sonora criada ao vivo por Tó Trips e Pedro Gonçalves.

Segundo nota da organização, o filme Os Faroleiros, ou O Faroleiro da Torre de Bugio, de Maurice Mariaud, é "um dos mais importantes" realizados em Portugal na época do mudo, e era considerado desaparecido até à descoberta uma cópia nos anos de 1990.

Trata-se de um drama-documentário de que o realizador também foi argumentista e intérprete centrado num triângulo amoroso, numa comunidade de pescadores, "cujo conflito culmina num farol isolado do litoral", acrescenta.

A iniciativa Video Lucem, cujo nome em latim significa Vejo a Luz, foi criada no ano passado pelo Cineclube de Faro, com o apoio da Diocese do Algarve e do programa "365 Algarve", que dinamiza espetáculos culturais durante a época baixa.

Com início em novembro, o projeto exibiu filmes mudos musicados ao vivo em Faro, Loulé, Alcoutim, Tavira, Ferragudo e Silves.

Fundado em 1952, o Cineclube de Faro é o cineclube português com mais tempo de atividade ininterrupta, continuidade que lhe valeu, em 2003, a atribuição do estatuto de Instituição de Utilidade Pública.

O programa cultural "365 Algarve", que decorre desde maio, compreende um total de 525 apresentações de música, dança, teatro, circo contemporâneo, cinema, artes visuais, literatura, gastronomia e animação de património, nos 16 concelhos da região.

Exclusivos