David Machado ganhou o Prémio Salerno Libro d'Europa

A obra premiada, "Índice Médio de Felicidade", está a ser adaptada ao cinema.

Com o romance Índice Médio de Felicidade, publicado pela Dom Quixote em setembro de 2013, David Machado foi o vencedor do Prémio Salerno Libro d'Europa, que distingue, anualmente, autores com idade inferior a 40 anos.

Além de Indice medio di felicitá, o título da edição italiana, publicada pela editora Neri Pozza e traduzida por Romana Petri, eram igualmente finalistas os livros Latte di tigre, da alemã Stefanie de Velasco, e La Memoria dell"acqua, da finlandesa Emmi Itaranta.

O livro Índice Médio de Felicidade, que neste momento está a ser adaptado para cinema pelo realizador Joaquim Leitão, com argumento do próprio David Machado, de 38 anos, em parceria com Tiago Santos, já havia sido, no ano passado, vencedor do Prémio da União Europeia de Literatura.

O romance conta a história de Daniel, que perde não só o emprego, quando Portugal entra numa crise profunda, mas também a mulher, igualmente desempregada, que o abandona levando consigo os filhos de ambos. Como se isso não bastasse, os seus dois melhores amigos estão também ausentes: Xavier está trancado em casa há doze anos, obcecado com as estatísticas e profundamente deprimido com o facto de o "site" que criaram para as pessoas se entreajudarem se ter revelado um completo fracasso; Almodôvar foi preso numa tentativa desesperada de remendar a vida.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG