Companhias de Évora e Coimbra celebram Gil Vicente

"Embarcação do Inferno", uma coprodução do Cendrev e da Escola da Noite, tem estreia marcada para 6 de outubro, em Évora

O Centro Dramático de Évora (Cendrev) e A Escola da Noite, de Coimbra, estão a coproduzir Embarcação do Inferno, peça baseada no "mais conhecido e emblemático" texto de Gil Vicente, o Auto da Barca do Inferno.

Os ensaios estão a decorrer e a estreia do espetáculo está marcada para 6 de outubro, no centenário Teatro Garcia de Resende, em Évora, revelou hoje o Cendrev.

A coprodução, explicou a companhia alentejana, acontece no ano em que se assinalam os 500 anos sobre a primeira apresentação deste texto de Gil Vicente, intitulado o Auto de Moralidade da Embarcação do Inferno ou Auto da Barca do Inferno.

"As duas companhias juntam as suas equipas para celebrar com o país um dos momentos mais importantes da história do teatro português", realçou o Cendrev.

Os grupos, pode ler-se num comunicado conjunto, "partilham, há muito, o gosto pela obra de Gil Vicente", que é "uma marca incontornável nos respetivos repertórios".

"Ao longo dos anos, e em diferentes produções", o Cendrev e A Escola da Noite têm feito "abordagens cénicas contemporâneas da obra vicentina, sempre com o gosto acrescido de trabalharem com o texto original", afirmaram.

Com encenação conjunta dos diretores artísticos das duas companhias, José Russo (Cendrev) e António Augusto Barros (A Escola da Noite), a peça vai ser interpretada por Ana Meira, Jorge Baião, José Russo, Rosário Gonzaga, Rui Nuno, Igor Lebreaud, Maria João Robalo e Miguel Magalhães.

Embarcação do Inferno, dirigida a todos os públicos, incluindo o escolar, vai estar em cena até 30 de outubro na cidade alentejana, rumando depois para Coimbra, onde vai ser apresentada entre 10 de novembro e 4 de dezembro, no Teatro da Cerca de São Bernardo.

"Para facilitar a organização de idas ao teatro por parte dos professores, o Cendrev e A Escola da Noite realizarão sessões em horário diurno, durante a semana, para as quais já é possível efetuar reserva", destacaram.

A temporada em Évora vai ter espetáculos de quarta-feira a domingo para o público em geral e às quintas e sextas-feiras também para as escolas, enquanto, no caso de Coimbra, o público em geral vai poder ver a peça de quinta a domingo e os alunos das escolas também de quarta a sexta-feira.

Após as apresentações em Évora e Coimbra, explicou o Cendrev, o espetáculo vai "partir" em digressão nacional, "por algumas das principais salas e cidades do país, ao longo do primeiro trimestre de 2017".
"Em cada uma destas cidades prevê-se, igualmente, a apresentação de sessões para o público em geral e para grupos escolares, bem como a realização de oficinas para professores e de outras iniciativas comemorativas da efeméride", indicaram as companhias teatrais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG