Vem aí um filme que "vai pôr os homofóbicos a rir"

Diogo Morgado e Jorge Corrula interpretam o casal gay que protagoniza "Virados do Avesso", uma comédia de situação realizada por Edgar Pêra, com um orçamento de 600 mil euros, feita em apenas três semanas.

Certo dia, um homossexual acorda e esquece-se que o é. Não percebe o que está outro homem a fazer na sua cama e, para surpresa do companheiro de há cinco anos e de toda a família, torna-se um solteiro folião. É este o ponto de partida de "Virados do Avesso", filme que Edgar Pêra está a realizar, com Diogo Morgado e Jorge Corrula como protagonistas, com estreia marcada para 20 de novembro.

"É uma comédia romântica atípica para o cinema português", comenta Jorge Corrula, preparado para eventuais críticas, mas sem dúvidas de que este filme até "vai pôr os homofóbicos a rir". Edgar Pêra, que sente que está a fazer "serviço público" ao fazer rir e pensar simultaneamente, espera que o filme traga um aumento do debate e riqueza a essa discussão". "A vantagem do cinema é que quem não quiser não vai. Por isso, quem for ver o filme terá mente aberta e disponibilidade para se divertir com a brincadeira que pode ser um desencontro de pessoas", acrescenta Diogo Morgado, que está a trabalhar numa série norte-americana e veio apenas três semanas a Portugal para a rodagem deste filme.

Tempo para ensaios praticamente não existiu. Mas, os protagonistas garantem, houve logo química entre eles. Afinal, já não é a primeira vez que interpretam personagens homossexuais.

Leia a história completa no e-paper do DN.

Ler mais

Exclusivos