Spike Lee realiza documentário sobre Michael Jackson

O realizador norte-americano, Spike Lee, está a preparar um documentário sobre "Bad", o clássico álbum lançado em setembro de 1987, do desaparecido rei da música pop, Michael Jackson, avança hoje o jornal espanhol ABC.

Apesar da data de estreia ainda não estar prevista, o cineasta de Nova Iorque já está na última fase de produção de "Bad", um documentário sobre o álbum e digressão que Michael Jackson fez naquela época.

Spike Lee reconheceu que, não obstante ser amigo e grande fã de Jackson, o processo de busca de informação tem sido muito proveitoso.

"Tivemos acesso aos arquivos de Michael Jackson... escreveu 60 demos para o álbum "Bad", mas apenas 11 foram gravadas. Agora pudemos ouvir muitas dessas coisas. Foi uma grande experiência", disse Spike Lee.

O documentário inclui também imagens inéditas do rei da pop. "Temos vídeos nestes documentário que mais ninguém viu, coisas gravadas pelo próprio Michael Jackson e cenas de bastidores", explicou.

John Branca e John McLain, co-produtores do filme, manifestam-se muito contentes por Lee ter concordado em realizar o documentário: "O génio de Spike Lee como narrador, combinado com a sua paixão e admiração pela arte de Michael, faz dele o cineasta certo para contar a história de "Bad"".

Ler mais

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.