NYT recupera reportagem de 1853 sobre Solomon Northrup

O diário americano New York Times colocou hoje no Facebook a reportagem que publicou a 20 de janeiro de 1853 sobre Solomon Northrup, cuja história é contada em 12 Anos Escravo, o filme de Steve McQueen que ganhou o Óscar de Melhor Filme.

"O caso do rapto" era o título da reportagem do New York Times sobre a "captura e reaparecimento de Solomon Northrup", como se pode ler no PDF com o texto originalmente publicado a 20 de janeiro de 1853 a contar a história do filho de um escravo liberto que foi raptado e vendido como escravo. Condição na qual passou os 12 anos seguintes da sua vida antes de conseguir a liberdade de volta.

A história foi contada pelo próprio Northrup no livro 12 Anos Escravo, agora adaptado ao cinema por Steve McQueen, com Chiwetel Ejiofor no papel de Northrup.
Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Islamofobia e cristianofobia

1. Não há dúvida de que a visita do Papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos de 3 a 5 deste mês constituiu uma visita para a história, como aqui procurei mostrar na semana passada. O próprio Francisco caracterizou a sua viagem como "uma nova página no diálogo entre cristianismo e islão". É preciso ler e estudar o "Documento sobre a fraternidade humana", então assinado por ele e pelo grande imã de Al-Azhar. Também foi a primeira vez que um Papa celebrou missa para 150 mil cristãos na Península Arábica, berço do islão, num espaço público.

Premium

Adriano Moreira

Uma ameaça à cidadania

A conquista ocidental, que com ela procurou ocidentalizar o mundo em que agora crescem os emergentes que parecem desenhar-lhe o outono, do modelo democrático-liberal, no qual a cidadania implica o dever de votar, escolhendo entre propostas claras a que lhe parece mais adequada para servir o interesse comum, nacional e internacional, tem sofrido fragilidades que vão para além da reforma do sistema porque vão no sentido de o substituir. Não há muitas décadas, a última foi a da lembrança que deixou rasto na Segunda Guerra Mundial, pelo que a ameaça regressa a várias latitudes.