Designer acusa agência de Spike Lee de plágio e roubo

Numa carta aberta, o designer Juan Luis Garcia acusa a agência de publicidade do novo filme de Spike Lee, um remake de Oldboy, de roubar o seu trabalho.

"Caro senhor Lee, é com tristeza e esperança que escrevo esta carta aberta para si". Assim começa a carta deste artista, que apenas deseja ver o seu trabalho reconhecido e receber o que lhe é devido.

Algo que Juan Luis Garcia espera que Spike Lee compreenda. "Eu sei que irá entender a minha história, sou apenas um artista a tentar ter uma vida digna", refere o designer na carta, "o que se torna impossível quando querem que trabalhemos de graça ou para exposição".

Na carta, disponível para leitura no seu website, o designer refere que foi contactado por uma agência para criar os ditos cartazes promocionais para o filme Oldboy e que foi informado de que não tinham muito dinheiro para lhe pagar, mas que seria possível receber "uns trocos".

"Tentei negociar mas recusaram. Faço a mesma quantidade de dinheiro num único dia, como assistente de fotografia, e trabalhei de forma quase exclusiva para eles por dois meses", explica.

Garcia, que ao navegar pela Internet encontrou os seus cartazes por acaso, afirma ainda nunca terem sido assinados contratos, nem qualquer acordo para a exposição ou doação do seu trabalho.

Mas, para o artista, o pior é nunca ter visto sequer os tais "trocos" que lhe foram prometidos pelo trabalho.

A carta termina com o desejo de resolução deste problema e com votos de sucesso para o filme de Spike Lee, daquele que revela ser mais um dos seus fãs.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.