As atribulações do amor e da conjugalidade

Realizado por Artur Serra Araújo o filme 'A Moral Conjugal' apresenta no elenco nomes como os de Dinarte Branco, Maria João Bastos e São José Correia.

Realização: Artur Serra Araújo (Portugal, 2012)

Com: Dinarte Branco, Maria João Bastos, São José Correia

Distribuição: Zon Lusomundo

Classificação: 1 / 5

Sinopse: Um homem manifesta reacções de enorme insegurança sempre que pressente alguma rejeição amorosa. Com ele, e através dele, são os laços conjugais que vão ser postos à prova...

Entre os muitos lugares-comuns que proliferam em relação ao cinema português, há um que envolve factores (narrativos e simbólicos) que, apesar de tudo, valeria a pena aprofundar: os filmes portugueses não saberiam falar do nosso quotidiano... Há que reconhecer que A Moral Conjugal é, pelo menos, um filme que tenta encontrar algum tipo de resposta que contrarie tal asserção.

Como? Propondo um leque de histórias que encaixam umas nas outras, gerando uma espécie de conto (moral, hélas!) sobre as atribulações do amor e da conjugalidade. Infelizmente, predomina uma visão pitoresca das personagens e suas relações, como se, em termos narrativos, cada ser humano apenas valesse pelo ridículo que lhe possamos atribuir. É pouco para fazer um filme e, sobretudo, muito pouco para valorizar o trabalho dos actores, todos eles empenhados em dar consistência dramática ao que não a tem.

Exclusivos