Filmes portugueses competem em festival francês

Os filmes "Posfácio nas Confeções Canhão", de António Ferreira, e "Entrecampos", de João Rosas, integram a competição do Encontros Europeus de Médias-Metragens de Brive, que começou na terça-feira em França.

"Posfácio nas Confeções Canhão", com meia hora de duração, foi feito no âmbito da Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012 e conta no elenco com Pedro Diogo, Custódia Gallego, Cleia Almeida, Carlos Mendes, José Geraldo e Pedro Correia.

"Posfácio trabalha na fábrica de confeções da Madame Canhão e namora com a sua filha Claudete. Tudo parece correr lindamente para o Posfácio, não fossem os planos de terrorismo dos seus colegas da fábrica Marques e Mendes", lê-se na sinopse da obra de António Ferreira, autor de filmes como "Respirar de baixo d'água" (2000), "Esquece tudo o que te disse" (2002) e "Embargo" (2010).

"Entrecampos", de 32 minutos, também integra o lote de 23 filmes em competição no festival, e já foi exibido em vários festivais portugueses.

O filme de João Rosas é interpretado pelos jovens Francisca Alarcão, Francisco Melo, João Simões.

A história centra-se em Mariana, uma rapariga de 11 anos que se muda do Alentejo para um bairro lisboeta e que um dia se perde no caminho da escola para casa. Nicolau, um colega de escola, e o irmão Simão desenham-lhe um mapa papa chegar a casa.

João Rosas, 31 anos, é ainda autor dos filmes "My Wake" (2006), "Before the film" (2006), "A minha mãe é pianista" (2005) e "Filme infantil" (2002).

A décima edição do festival de Brive termina no domingo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG