Filme de Gonçalo Tocha premiado em Buenos Aires

A longa-metragem "É na Terra não é na Lua", do realizador português Gonçalo Tocha, conquistou o prémio de Melhor Filme na secção Cinema do Futuro do Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI), em Buenos Aires.

A 40ª edição do festival encerrou sábado com a entrega dos galardões, tendo sido premiada a película israelita "Policeman", de Nadav Lapid, com o prémio de Melhor Filme da seleção oficial internacional, indica o sítio online no certame.

Nadav Lapid também obteve o prémio de Melhor Realizador. Zoé Heran conquistou o prémio de Melhor Atriz ("Tomboy"), enquanto Martín Piroyansky recebeu o prémio de Melhor Ator ("La araña vampiro").

"É na Terra não é na Lua", segunda longa-metragem de Gonçalo Tocha, realizada na Ilha do Corvo, nos Açores, foi a vencedora do prémio principal do festival DocLisboa do ano passado.

O filme, com 180 minutos, foi rodado entre 2007 e 2009 e estreou-se no Festival Internacional de Cinema de Locarno, na Suíça, onde recebeu uma Menção Especial do Júri.

O realizador Gonçalo Tocha, descendente de micaelenses, nunca tinha estado no Corvo até ao dia em que partiu de S. Miguel, onde tinha apresentado o seu primeiro filme, à descoberta da mais pequena ilha do arquipélago, apanhando várias boleias de barco.

"É na Terra e não na Lua", que já mostrou as paisagens da ilha em países como os EUA, Canadá, Brasil, Chile ou México, tem prevista a sua exibição em mais de uma dezena de festivais internacionais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG