DSK vai apresentar queixa contra filme sobre ele

Dominique Strauss- Khan quer apresentar queixa contra o o filme de Abel Ferrara, "Welcome to New York", por difamação de acusações de violação.

A imprensa francesa dá conta esta manhã da intenção do ex-diretor do FMI, Dominique Strauss-Khan, manifestada pelo seu advogado, Jean Veil, que descreve o seu cliente como "assustado e alterado" com o filme de Abel Ferrara.

O filme pode ser visto na Internet desde sábado mas a intenção de DSK não é retirar "Welcome to New York" de circulação, um processo de enorme complexidade, como diz o "L'Express". Pretende antes processar Abel Ferrara por difamação com acusações de violação.

"Welcome to New York" sustenta que o antigo ministro socialista violou uma empregada de limpeza no hotel Sofitel, "uma acusação que a justiça norte-americana abandonou" em julho de 2011, disse Jean Veil à Europe 1, que não poupou adjetivos.

"É uma merda, porcaria de cão" e, acrescentou, contém "uma parte de antisemitismo".

Strauss-Khan não viu "Welcome to New York" e sabe apenas o que os amigos lhe contaram. "Os amigos e os advogados recomendaram-lhe que não visse esse filme abominável", esclareceu o advagado.

Anne Sinclair, mulher de Strauss-Khan na altura dos acontecimentos e também retratada no filme, recusou-se a apresentar queixa contra o filme mas declarou-se "enojada" com o conteúdo. "Niojo sobretudo do cara a cara das duas personagens principais em que os autores e produtores do filme projetam os seus fantasmas sobre o dinheiro e os judeus", disse a jornalista.

"Welcome to New York" ainda não tem data de estreia prevista em Portugal, de acordo com a distribuidora do filme, a Nos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG