Di Caprio cobra menos 90% em filme de Clint Eastwood

Em vez dos habituais 20 milhões de dólares que costuma cobrar, o actor receberá apenas dois milhões. Tudo porque para ele é um privilégio trabalhar com Eastwood.

Leonardo DiCaprio aceitou um corte de 90% do seu salário para para participar num filme realizado por Clint Eastwood - "J. Edgar".

A confissão foi feita pelo realizador à revista Hollywood Reporter. "Ele podia ganhar muito dinheiro a fazer apenas filmes espectaculares com todo o tipo de efeitos. Mas gosta de variar, assim como eu", referiu.

O filme conta a história de um ex-director do FBI alegadamente homossexual. E tem uma cena de beijos com outro homem. Algo que não é novo para Di Caprio, que já rodou uma cena idêntica no filme "Total Eclipse", em que interpretava o escritor Arthur Rimbaud.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG