Críticos arrasam "Grace de Mónaco" em Cannes

Os críticos de cinema dão nota negativa ao biopic sobre Grace Kelly, que marca o arranque da 67.ª edição do Festival de Cannes, em França. "Catástrofe de tirar a respiração", diz um jornal inglês.

O filme foi mostrado esta manhã aos críticos de cinema acreditados no festival de Cannes e as opiniões não são as melhores.

"Catástrofe de tirar a respiração", escreve o jornal britânico "The Guardian", comparando-o, no pior, ao filme "Diana", sobre a princesa de Gales, e dizendo que este último até sai ganhar. Esta é a menos má das observações. "O filme resultante desta crise fantasticamente aborrecida é como um anúncio da Chanel de 104 minutos, mas sem a subtileza e a profundidade. A princesa Grace é interpretada por Nicole Kidman que deambula pelo palácio com olhos molhados e lábios caídos que a fazem parecer um Bambi adulto depois de uns cocktails, lembrando-se da morte violenta da mãe na floresta", escreve Peter Bradshaw.

O crítico tambem não poupa criticas à interpretação de Rainier do ator Tim Roth. "É como se ele estivesse a pensar no quanto se arrepende de ter aceite este papel pavoroso, e como ele considera inadequados os honorários, quaisquer que eles sejam".

Para um filme que conseguiu pôr a família real do Mónaco a emitir um comunicado contra a história que é contada, citicando a versão dos factos que é apresentada, o The Guardian considera, no entanto, que se trata de um filme demasiado reverente para com a atriz norte-americana que desiste da carreira para se casar com o príncipe do Mónaco. "Um filme interessante e complexo sobre uma mulher que tenta fazer o melhor presa a um casamento imperfeito. Mas um filme desse teria de parar de fazer reverência e pensar realmente o seu objeto.

"Grace de Mónaco" é rígido, teatral e gerando muito mais drama fora da tela do que dentro dela", lê-se no "Hollywood Reporter", a públicação que dá conta de que Harvey Weinstein distribuirá afinal o filme em território norte-americano.

Leia a opinião do crítico de cinema João Lopes amanhã no DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG