Cavaco Silva fala em homenagem a "um canto do povo"

O Presidente da República, Cavaco Silva, felicitou hoje os grupos de cante alentejano distinguidos como Património Cultural Imaterial da Humanidade pelo Comité Internacional da UNESCO.

Em nota publicada no 'site' oficial da Presidência da República, Cavaco Silva salienta que a cultura portuguesa é "colocada em destaque no panorama internacional", adiantando que se homenageia uma "arte que nasceu de uma tradição vernacular e rural, um canto do povo, que é tão belo como as planícies do Alentejo onde nasceu".

De acordo com a nota de Cavaco Silva, o cante alentejano traduz "os valores de um povo através das modas, poemas tradicionais cantados sem recurso a acompanhamento com instrumentos musicais".

Desta forma, prossegue o Presidente da República é "essencial preservar esta poética e riqueza musical e assegurarmos a sua transmissão às próximas gerações", sublinhando que o cante é" a marca e um sinal de um povo", assim como "a expressão mais genuína e autêntica da sua identidade".

Para o governante, a consagração a património cultural vai "contribuir para um maior conhecimento e salvaguarda desta expressão musical" e será um incentivo à sua divulgação, especialmente entre os mais jovens, refere.

De acordo com a nota, em Portugal existem cerca de 150 grupos deste "canto da terra", que o Presidente da República quer felicitar com "especial alegria, juntamente com todos os que se dedicaram à elaboração e ao sucesso desta candidatura".

A distinção foi aprovada hoje de manhã, pelo Comité Intergovernamental da UNESCO para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da Humanidade, que está reunido esta semana em Paris (França).

O comité aprovou a candidatura do cante alentejano e a sua inscrição na lista representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG