Quadro de Vieira da Silva vendido por mais de um milhão

O quadro "Inverno" de Maria Helena Vieira da Silva, pintado em 1960, atingiu o preço recorde de 1.095.150 euros no leilão de arte contemporânea que a Sotheby's promoveu em Paris na quarta-feira.

O leilão, que rendeu no total 13,8 milhões de euros, incluía mais duas obras de Vieira da Silva, e também de Jean Dubuffet, Andy Warhol, Serge Poliakoff, Anselm Kiefer e Pierre Soulages, entre outros, segundo o site da leiloeira.

A única peça que ultrapassou o valor atingido pelo "Inverno" de Vieira da Silva (1908-1992) foi um quadro (218,4 por 172,7 cm) em acrílico, pastel e colagem sobre tela do norte-americano Jean-Michel Basquiat (1960-1988), que chegou a 1.464.750 euros.

O "Inverno" de Vieira da Silva ( 162 por 146 cm)  foi exposto em vários museus da Europa, incluindo a Fundação Gulbenkian, e foi comprado pelo barão Elie de Rothschild na galeria Jeanne-Bucher, no ano em que foi pintado. Em 1992, foi comprado na Sotheby's de Londres pelo coleccionador europeu -- não identificado pela leiloeira -- cuja colecção foi agora à praça.

 "Cidade Antiga" (uma vista do Rossio de Lisboa) e "Rua do Sul" de Vieira da Silva, ambos de pequenas dimensões, foram também vendidos no leilão, por 54.750 euros e 60.750 euros, respectivamente.

Uma pequena aguarela de Arpad Szènes (1897-1984), marido de Vieira da Silva, atingiu 10.625 euros.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG