Lucro da Sotheby's aumentou 73 por cento

O lucro da leiloeira Sotheby´s aumentou 73 por cento no primeiro semestre deste ano, atingindo os 291 139 milhões de euros, anunciou a empresa.

Em comparação com igual período de 2009, os resultados líquidos foram de 638 761 milhões de euros, os segundos melhores resultados da história da empresa.

O montante total de vendas em leilões nos primeiros seis meses deste ano atingiu os 1671 milhões de euros, o que representa um aumento de 116 por cento.

A receita das vendas de arte impressionista e contemporânea teve um acréscimo de 188 por cento, atingindo perto de 520 milhões de euros.

'São resultados excelentes e indicativos da melhoria que o mercado da arte tem vindo a registar desde o outono passado', disse Bill Ruprecht, presidente e conselheiro delegado da Sotheby´s.

Entretanto, a empresa anunciou que irá realizar um leilão a 25 de Setembro em Nova Iorque com obras provenientes das colecções da Lehman Brothers, uma das maiores instituições bancárias norte-americanas que declarou falência em 2008, e da Neuberger Berman, uma filial daquela.

Entre as 400 obras que vão à praça contam-se trabalhos de destacados artistas do início do século XX, como Damien Hirst, Gehrard Richter, Félix Gonzalez-Torres, Richard Prince, John Currin e Takashi Murakami.

Na capital britânica a 27 de Outubro, a Sotheby's leiloará o Aston Martin DB5 1964, conduzido pelo actor Sean Connery nos filmes 'Goldfinger' e 'Thunderball', terceiro e quartos da saga 007 sobre o agente britânico fictício James Bond, baseada na obra de Ian Fleming.

Veja o vídeo


Mais Notícias

Outros conteúdos GMG