José Rodrigues: "Estou muito comovido, é como se fosse meu irmão"

O escultor José Rodrigues lamentou hoje a morte do pintor Júlio Resende, que considerava "um irmão".

"Estou muito comovido, é como se fosse meu irmão", disse, em declarações à Lusa, limitando-se a acrescentar que se "perdeu um grande homem, um grande artista".

Júlio Resende morreu hoje em sua casa, no Lugar do Desenho, em Valbom, Gondomar, aos 93 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG