Exposição do Prado já recebeu 20 mil visitantes

O Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), em Lisboa, recebeu 20 mil visitantes na exposição inaugurada há cerca de um mês, com 57 pinturas do século XVII sobre paisagens, provenientes do Museu do Prado, em Madrid.

De acordo com dados hoje divulgados pela a Everything is New, empresa responsável pela produção e divulgação da mostra, a exposição totalizou aquela afluência desde a data da inauguração, a 03 de dezembro do ano passado.

Intitulada "Rubens, Brueghel, Lorrain. A Paisagem do Norte no Museu do Prado", a mostra de mestres flamengos, holandeses e franceses é a primeira realizada no âmbito de um acordo com o museu espanhol, que cedeu pinturas selecionadas do seu acervo.

São pinturas criadas por 31 mestres, provenientes sobretudo da antiga Flandres e da atual Holanda, como Rubens, Brueghel e Vlieger, e alguns franceses, como Claude Lorrain, que passou quase toda a vida em Itália, especializando-se na pintura de paisagem.

"Paisagem Alpina", de Tobias Verhaecht, "A vida no Campo" e "A Abundância", de Jan Brueghel, o Velho, "A Visão de Santo Huberto", pintada em colaboração com Rubens, "Cerco de Aire-sur-la-Lys", de Peeter Snayers, e "Bosque", de Simon de Vlieger, são algumas das obras que o público em geral pode ver no MNAA.

Comissariada por Teresa Posada Kubissa, conservadora do Museu do Prado, da área de pintura flamenga e das Escolas do Norte (até 1700), a exposição é dividida em nove núcleos, correspondentes às diversas tipologias da paisagem, surgidas na Flandres e na Holanda: "A Montanha: encruzilhada de caminhos", "O Bosque como Cenário: a vida no bosque, o bosque bíblico e a floresta encantada, encontro de viajantes".

Os restantes núcleos são "Rubens e a Paisagem", "A Vida no Campo", "No Jardim do Palácio", "Paisagem de Gelo e de Neve", "Paisagem de Água: marinhas, praias, portos e rios", "Paisagens Exóticas, Terras Longínquas" e, ainda, "Em Itália Pintam a Luz".

Realizada em parceria com a Everything is New, a exposição "Rubens, Brueghel, Lorrain. A Paisagem do Norte no Museu do Prado" vai ficar patente no MNAA até 30 de março deste ano.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.