Colecção de Dennis Hopper leiloada por 3,427 milhões de dólares

A colecção particular de arte do falecido actor norte-americano Dennis Hopper foi leiloada por 3,427 milhões de dólares (2,656 milhões de euros), com dois quadros de Andy Warhol a receberem as maiores ofertas, anunciou hoje a leiloeira Christie´s.

De acordo com a leiloeira, no leilão em Nova Iorque foi atingido um recorde mundial por uma única das gravuras feitas por Warhol do líder chinês Mao Tse-Tung - 302,5 mil dólares (234,5 mil euros), mais de dez vezes o valor estimado. Datada de 1972, esta gravura, em tons de azul e verde, contém duas perfurações causadas por tiros disparados por Hopper.

O actor chegou a mostrar a Warhol o que tinha feito - "ao confundir o retrato na sua parede com o próprio Mao" - e ambos concordaram em considerar o trabalho como uma colaboração artística. O pintor desenhou círculos em torno dos furos, e fez duas inscrições: "tiro de advertência", no buraco ao lado do ombro direito de Mao, e "buraco da bala", na perfuração sobre a sobrancelha esquerda do líder chinês.

"Os clientes não são apenas atraídos pela arte; ficam intrigados pelas histórias por detrás das obras. (...) a gravura de Mao com buracos de bala infligidas pelo próprio ícone de Hollywood, foi o principal lote", disse após o leilão Cathy Elkies, directora de Colecções Icónicas da Christie's. Com uma estimativa de licitação em torno de 20 mil dólares, a obra foi comprada por um privado norte-americano.

Conhecido pelo seu temperamento irascível, Dennis Hopper morreu no ano passado, aos 74 anos de idade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG