20 anos para fazer retrato da família real espanhola

O pintor espanhol Antonio Lopez terminou o quadro da família real, encomendado ao artista há 20 anos e que no final do ano deverá ser apresentado ao público pela primeira vez, segundo fontes do Património Nacional em Madrid.

No quadro aparecem os reis Juan Carlos I e rainha Sofia (mantiveram os títulos depois da abdicação), o atual monarca Felipe VI e as suas irmãs, as ex-infantas Elena e Cristina.

A obra vai ser apresentada na exposição "O Retrato nas Coleções Reais, de Juan de Flandes a Antonio López", que deverá ser inaugurada em Madrid no próximo mês de dezembro.

Curada por Carmen García-Frías e Javier Jordán de Urries, a mostra inclui um total de 120 obras de artistas como Francisco de Goya, Juan de Flandres, Diego Velázquez ou Mariano Benlliure, entre outros.

Fontes do Património Real confirmaram que o quadro, de grandes dimensões, "será a surpresa da exposição" e será depois pendurado numa das salas do Palácio Real, no centro de Madrid.

As últimas pinceladas na obra foram dadas já no Palácio Real para onde o quadro foi transferido há cerca de um ano, marcando o fim de um minucioso processo que tem sido, várias vezes, alvo de polémica.

O quadro foi encomendado em 1994 a partir de uma fotografia dos reis com os seus três filhos, ainda solteiros.

Rejeitando a polémica, e comparando pintar uma família real a escrever "Guerra e Paz", López afirmou, no passado, que "uma obra nunca se acaba, apenas se chega ao limite das próprias possibilidades".

Uma das maiores dificuldades disse, foi trabalhar com base numa fotografia, quando normalmente o faz sempre com modelos vivos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG