Arquitetura japonesa contemporânea no Museu do Oriente

A arquitetura japonesa contemporânea vai estar em foco no Museu do Oriente, em Lisboa, numa exposição com mais de cem projetos, alguns assinados por Shigeru Ban ou Kazuyo Sejima, que é inaugurada a 05 de agosto, foi hoje anunciado.

Parallel Nippon é o título desta mostra, que traça o panorama sociocultural do Japão, na década de 1996-2006, através de 102 projectos de arquitectura, realizados em solo japonês ou concebidos por arquitectos japoneses como Toyo Ito, Ryue Nishizawa ou Kenzo Tange, e Sou Fujimoto.

Através de maquetas, plantas e fotografias, os projectos dividem-se em quatro secções temáticas - Cidade, Vida, Cultura e Habitação - e são apresentados em tipologias e escalas diversas, do monumental ao íntimo, do cosmopolita ao comunitário.

Entre os projetos contam-se infraestruturas urbanas como aeroportos e estações de metro, hospitais, universidades, fábricas, sedes de empresas, museus, bibliotecas, casas particulares, jardins e locais de culto.

Entre os projetos contam-se alguns emblemáticos, como o centro de reabilitação psiquiátrica infantil de Sou Fujimoto (2006), a Mediateca de Sendai de Toyo Ito (2000), ou ainda o Museu de Arte Contemporânea do século XXI, Kanazawa (2004), da dupla Kazuyo Sejima e Ryue Nishizawa (SANAA).

Serão apresentadas também oito peças de origami arquitectónico, que ilustram a tradição japonesa de construção, orientada para formas de elevado rigor técnico e sentido estético.

Parallel Nippon, sublinha o Museu do Oriente, "reflete sobre o período de transição entre séculos e as transformações de fundo que se operaram no Japão, não só no plano económico como também ao nível das agendas culturais e de governação regional".

"Estas dinâmicas traduziram-se em novas soluções arquitectónicas, em termos de escala, lógica de utilização, integração de tecnologias, relação com a envolvente ou forte identidade local", acrescenta.

Parallel Nippon - Arquitectura Japonesa Contemporânea 1996-2006 é uma exposição realizada numa co-organização Embaixada do Japão e a Japan Foundation, e ficará patente em Lisboa até 28 de agosto.

A inauguração está prevista para as 18:30 de dia 04 de agosto, antes da abertura ao público.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG