Álvaro Siza e Juhani Pallasmaa dialogam sobre norte-sul em Lisboa

Os arquitetos Álvaro Siza e Juhani Pallasmaa vão proferir uma conferência em Lisboa, no dia 29 de novembro, para abordar as trocas culturais entre o norte e o sul da Europa no século XX, na área da arquitetura.

A conferência é promovida pelo Docomomo International (Comité Internacional para a Documentação e Preservação dos edifícios, Lugares e Bairros do Movimento Moderno) e a Embaixada da Finlândia em Portugal, e realiza-se no âmbito das comemorações do centenário da Finlândia.

A conferência do arquiteto português Álvaro Siza e do arquiteto finlandês Juhani Pallasmaa irá centrar-se nas trocas culturais estabelecidas entre o norte e o sul, na segunda metade do século XX, e ter em atenção o legado do arquiteto finlandês Alvar Aalto (1898-1976).

"Siza & Pallasmaa. Dialogues North-South" é o título desta conferência que irá decorrer às 17:00 de 29 de novembro, no auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, com moderação da professora Ana Tostões.

Nascido em Matosinhos, Álvaro Siza Vieira - galardoado com o Prémio Pritzker em 1992 - estudou na Faculdade de Belas Artes do Porto, onde foi professor, e criou em Portugal obras emblemáticas como, entre outras, o Pavilhão de Portugal, e a reconstrução da zona do Chiado, em Lisboa, destruída depois do incêndio de 1988, e o Museu de Arte Contemporânea de Serralves, no Porto.

É doutor Honoris Causa de várias universidades, e o seu trabalho tem sido internacionalmente galardoado, além do Pritzker, com os prémios Mies van der Rohe Award (1988) e Wolf (2001), a Royal Gold Medal (2009), a RIBA Medal (2011) e a Alvar Aalto Medal (1988).

Juhani Pallasmaa, nascido em 1936, na Finlândia, é arquiteto, professor e crítico, formado na Universidade de Tecnologia de Helsínquia.

Escreveu e lecionou arquitetura, artes visuais, psicologia do ambiente e filosofia da cultura em diferentes locais do mundo, durante 40 anos.

Depois de ter sito reitor da Universidade de Helsínquia de Artes Aplicadas, foi professor na Universidade de Haile Selassi, na Etiópia, e em instituições europeias e americanas, incluindo as universidades de Washington, da Virginia e a de Yale University, assim como na Universidade Católica da América.

O seu trabalho tem sido internacionalmente galardoado, nomeadamente com o Arnold W. Brunner Memorial pela American Academy of Arts and Letters (2009), Finnish State Architecture Award (1992), Helsinki City Culture Award (1993), Fritz Schumacher Prize (1997), Russian Federation of Architecture Award (1996), Jean Tschumi Prize pela International Union of Architects (1999).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG