Sete arquitetos distinguidos pela Ordem

A Ordem dos Arquitetos (OA) vai atribuir o título de membro honorário a sete arquitetos, entre eles Luiz Cunha e Olga Quintanilha, no quadro das celebrações nacionais do Dia Mundial da Arquitetura a decorrer até ao final de outubro.

De acordo com um comunicado da Ordem dos Arquitetos hoje enviado à agência Lusa, também serão distinguidos Manuel Correia Fernandes, Pedro Brandão, Vasco Morais Soares, Waldemar de Sá e Vasco Massapina.

Olga Quintanilha e Vasco Massapina receberão a distinção a título póstumo.

A distinção é atribuída anualmente pelos membros e Conselho Nacional de Delegados da entidade a pessoas singulares ou coletivas pelas "importantes contribuições no âmbito dos objetivos estatutários" da Ordem dos Arquitetos.

Sobre o arquiteto Luiz Cunha, nascido em Lisboa em 1933, a proposta dos pares sublinhou "a originalidade, liberdade e elevado mérito do conjunto da sua atividade profissional".

Em relação a Olga Quintanilha (1942-2005), o Conselho Nacional de Delegados salientou "o percurso pessoal, profissional e associativo da arquiteta, designadamente na condução do processo de criação da Ordem dos Arquitetos".

O arquiteto Manuel Correia Fernandes, nascido em Espinho, em 1941, vereador da Câmara Municipal do Porto, recebeu, entre outros, o Prémio Nacional de Arquitetura da Associação dos Arquitectos Portugueses, em 1987, e o grau de Grande Oficial da Ordem de Instrução Pública, em 2005.

Pedro Brandão, nascido em Lisboa, em 1950, coordenou o "Livro Branco da Arquitetura e do Ambiente Urbano", é professor auxiliar do mestrado integrado em Arquitetura do Instituto Superior Técnico, professor visitante da Universidade de Barcelona e secretário-geral da Associação Europan Portugal.

Vasco Morais Soares, nascido Porto, em 1940, coordenou, nos anos 1990, a revisão estatutária e organizou o referendo à classe profissional a designação de "Ordem" e a votação do estatuto da entidade.

Os membros sublinharam também "o percurso profissional, cívico e associativo" de Waldemar Valente de Sá, nascido no Porto, em 1930, em particular o contributo na elaboração do estatuto atual da Ordem dos Arquitetos.

Também a título póstumo foi distinguido Vasco Massapina (1947-2012), que foi membro da direção da Federação Internacional de Urbanismo e Ordenamento do Território e perito do Comité Consultivo para a Formação no Domínio da Arquitetura na União Europeia.

Recebeu a Medalha do Colégio Oficial de Arquitectos de Madrid em 1995.

A Ordem dos Arquitetos assinalou este ano o Dia Mundial a Arquitetura a 06 de outubro, mas as comemorações decorrem até ao final do mês com um programa de exposições, debates e conferências sobre o tema "Cidades Saudáveis, Cidades Felizes".

A cerimónia de atribuição dos títulos de membro honorário aos sete arquitetos realiza-se no dia 30 de outubro, às 18:30, na sede nacional da Ordem dos Arquitectos, em Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG