Raul Lino em colóquio em Sintra

A "arquitetura do espírito" vai estar presente no terceiro ciclo do Colóquio Nacional sobre Raul Lino em Sintra, que se realiza sexta-feira e sábado no palácio da vila e no museu arqueológico de Odrinhas.

O filósofo e escritor Rémi Boyer leva ao Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas (MASMO), na manhã de 18 de outubro, a sua visão sobre a "arquitetura tradicional como caminho para a construção da alma e do espírito", salientou à agência Lusa o responsável pela organização do colóquio, Rodrigo Sobral Cunha.

O terceiro ciclo de conferências do colóquio dedicado ao arquiteto da Casa Portuguesa tem início na tarde de sexta-feira, na sala manuelina do Palácio Nacional de Sintra, no centro histórico, e prossegue no dia seguinte na "basílica romana" do MASMO.

Repartida em quatro ciclos, a iniciativa celebra a presença de Raul Lino (1879-1974) em Sintra, quando se assinalam 40 anos do seu falecimento e um século sobre a inauguração da Casa do Cipreste, num dos acessos à vila.

Neste ciclo de Outono participam, no dia 17, entre outros, Irene Ribeiro, que abordará "A Arte e o Sentido da Vida -- o último livro de Raul Lino? Os artigos no Diário de Notícias"; Miguel Real, com uma apresentação do livro "Os Paços Reais da Vila de Sintra", e Joaquim Domingues, que dissertará sobre a "bibliografia" do arquiteto.

O grupo cultural Sintra Subterrânea exibirá um filme realizado a partir da exposição virtual "Raul Lino, Vida e Obra".

No programa do segundo dia constam intervenções de Carlos Aurélio, com "Raul Lino: Natureza e Decorum"; João Pedro Secca, numa abordagem poética da "vegetação sintrense", e José Cardim Ribeiro, sobre "A 'paisagem cultural de Sintra' Património Mundial? Sua dimensão política, estratégica e ordenadora".

João Santa-Rita apresenta o tema "A Paisagem Cultural", Thiago Braddell analisará a "Arquitetura e Romantismo em Sintra", antes da exibição do filme de Lady Sonja, com base em "fotografias de Sintra de Taylor Moore".

O colóquio, organizado pelo IADE-Creative University, teve início em abril, no Palácio de Seteais, e o segundo ciclo decorreu em junho na Casa dos Penedos, na vila de Sintra, um dos cerca de 700 projetos de Raul Lino.

O quarto ciclo de conferências estava agendado para 21 de novembro, por ocasião do aniversário do nascimento de Raul Lino, mas Rodrigo Sobral Cunha admitiu que a data é muito próxima do terceiro ciclo que agora se realiza.

Uma vez que o colóquio foi pensado para decorrer aos ritmo das estações do ano, a organização deverá adiar o último conjunto de conferências para local e datas a anunciar, "mas ainda durante o Inverno", notou o professor do IADE.

A organização do colóquio conta com o apoio, entre outras entidades, da Câmara de Sintra, Colares Editora, Parques de Sintra-Monte da Lua, Associação de Defesa do Património de Sintra e Adega Regional de Colares.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG