Abertas as candidaturas ao Prémio Eduardo Lourenço

O Centro de Estudos Ibéricos (CEI), na Guarda, anunciou hoje a abertura de candidaturas ao Prémio Eduardo Lourenço 2014, destinado a premiar personalidades ou instituições com "intervenção relevante" no âmbito da cultura, cidadania e cooperação ibéricas.

Segundo o CEI, que tem sede na cidade da Guarda, as propostas de candidatura à 10.ª edição do galardão podem ser entregues por qualquer instituição ou pessoa, até ao dia 04 de abril, e o regulamento ser consultado em www.cei.pt.

O prémio, no montante de dez mil euros, será atribuído por um júri constituído pelos membros da direção do CEI (reitores das Universidades de Coimbra e de Salamanca - Espanha e presidente da Câmara Municipal da Guarda) e por mais oito personalidades, sendo, no presente ano, presidido pelo reitor da Universidade de Salamanca.

Nas edições anteriores receberam o Prémio Eduardo Lourenço a professora catedrática Maria Helena da Rocha Pereira, o jornalista Agustín Remesal, a pianista Maria João Pires, o poeta Ángel Campos Pámpano, o professor catedrático Jorge Figueiredo Dias, os escritores César António Molina e Mia Couto, o teólogo José María Martín Patino e o professor e investigador Jerónimo Pizarro.

O Prémio Eduardo Lourenço, com o nome do mentor e diretor honorífico do CEI, teve a sua primeira edição em 2004.

O CEI foi criado a partir de um desafio lançado pelo ensaísta Eduardo Lourenço, natural de São Pedro do Rio Seco, no concelho de Almeida, na sessão solene comemorativa do Oitavo Centenário do Foral da Guarda, em 1999.

Foi criado em resultado de uma parceria que envolveu inicialmente a Câmara Municipal da Guarda e as Universidades de Coimbra e de Salamanca e, mais tarde, o Instituto Politécnico local.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG