A obra inovadora de Palma de Melo em exposição

Foi ontem inaugurada a exposição "Arte com H - Histórias com Arte", que estará patente na Galeria do DN até 4 de outubro. O ponto de partida é a peça do arquiteto em forma de H.

Foi em 1960 que o arquiteto Cândido Palma de Melo (1922-2002) criou a estante modular H, uma peça simples e funcional, que pode ser usada tanto na horizontal como na vertical e que pode ser associada a outras iguais a ela. É isso mesmo que está em destaque nesta exposição inaugurada ontem ao final da tarde, com a presença de inúmeras personalidades da cultura, política e economia.

A peça de Palma de Melo está também em foco na perspetiva de outros artistas, nomeadamente os pintores Matilde Marçal e Roberto Chichorro e o mestre Gil Teixeira Lopes, que pegaram nela e a reinterpretaram.

Enquanto arquiteto, Palma de Melo foi responsável, por exemplo, pelo Edifício Amarelo da Rua Braancamp ou pelo edifício Manchester na Rua Penha de França, ambos em Lisboa. Mas o mobiliário foi uma das facetas em que também investiu, tendo criado várias peças que tinham como preocupação a acessibilidade, estando algumas delas patentes nesta exposição.

O secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, marcou presença no evento, que teve como anfitriões a neta do arquiteto, Maria Oliveira, e a administração da Controlinveste. Pelo n.º 266 da Avenida da Liberdade passaram também o ex-ministro das Finanças Teixeira dos Santos, o ex-líder do PSD Marques Mendes, o presidente da RTP, Alberto da Ponte, o deputado Luís Campos Ferreira e a diretora de informação da TVI, Judite Sousa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG