A estrela feminina em pose... masculina

"A Agente Vermelha", de Francis Lawrence

Perversa questão de Hollywood: num universo em que a exaltação do feminino se tornou um discurso "militante", algumas das suas grandes estrelas femininas parecem testar os seus limites imitando estereótipos... masculinos.

O modelo do espião/agente secreto tem sido o mais procurado. Assim aconteceu com Angelina Jolie em Salt (2010) e Charlize Theron em Atomic Blonde (2017), em qualquer caso, filmes bem curiosos (sobretudo o primeiro).

Jennifer Lawrence aposta na mesma via, interpretando uma bailarina russa mobilizada para encurralar um agente da CIA, embora com resultados francamente menos interessantes.

Francis Lawrence, que a dirigiu em The Hunger Games, assina uma espécie de caricatura dos filmes "ideológicos" da Guerra Fria, numa narrativa que vai menosprezando as personagens para privilegiar as proezas técnicas.

Classificação: * (Medíocre)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG