Primeiro retrato de um exoplaneta

Descoberta. Um astrofísico norte-americano identificou mais um planeta fora do sistema solar. Só que este é o primeiro visível de sempre. O retrato aí está: um pontinho histórico

Pela primeira vez, o pontinho de luz na foto é planeta

Paul Kalas, astrofísico da Universidade da Califórnia, andou oito anos atrás do que ele supunha ser um planeta extra-solar (ou exoplaneta). Utilizando a câmara do telescópio espacial Hubble, Kalas fotografou e voltou a fotografar a zona do céu que lhe interessava. Este ano, em Maio, quase ia tendo um ataque cardíaco - são suas as palavras - quando viu na imagem o pequeno ponto de luz. Tinha conseguido a primeira imagem na luz visível - o primeiro retrato, portanto - de um destes planetas distantes.

O trabalho é publicado hoje online na Science Express, antes da sua publicação em papel, na Science, amanhã.

O primeiro exoplaneta visível da História está a 25 anos-luz da Terra e orbita uma estrela chamada Fomalhaut, situada na constelação de Piscus Austrinus. O planeta, um gigante gasoso como Júpiter, dista da sua estrela o equivalente a quatro vezes a distância que separa Neptuno o Sol.

Paul Kalas detectou em 2005, graças a imagens do Hubble, um bordo cavado no anel em volta da estrela Fomalhaut, que sugeria a órbita elíptica de um planeta. O astrofísico fez então fotos sucessivas ao longo dos últimos anos. Até que conseguiu o que queria. "É uma experiência profunda e transcendente ver um planeta pela primeira vez", comentou Kalas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG