Formação do Benfica 'cria' Pedro Correia

Pedro Correia "é um rapaz humilde, inteligente e talentoso". Este é o retrato do defesa direito formado nas escolas do Benfica, que marcou a grande penalidade que assegurou o triunfo dos encarnados no Torneio do Dubai, frente à Lazio (5--4), e a entrada de 1,2 milhões de euros nos cofres da Luz. Um remate que marcou a estreia deste jovem - completa 20 anos em 28 de Março - na equipa principal do clube.

António Carraça (gestor profissional para o futebol de formação do Benfica), Rui Vitória (treinador do Fátima, líder da II Divisão, Série C, e ex-técnico de Pedro Correia na equipa de juniores dos encarnados), e Fernando Alexandre, 21 anos, médio defensivo que está emprestado pelo clube da Luz ao Olivais e Moscavide (Liga de Honra), e antigo colega de equipa do lateral direito nos escalões de formação do Benfica, não lhe poupam elogios.

Segundo António Carraça, a estreia do defesa nos seniores é o resultado da aposta que os encarnados estão a fazer ao nível das camadas jovens do clube. "Vi a estreia do Pedro Correia com agrado e com um sentido muito claro de que o trabalho que temos desenvolvido ao longo dos últimos anos, com o alicerce fundamental no Caixa Futebol Campus [centro de estágio do Benfica, no Seixal], num projecto iniciado há dois anos, reforça os resultados da nossa aposta na formação", começou por afirmar António Carraça ao DN. "Procuramos desenvolver a formação desportiva, académica e social dos nossos jovens futebolistas, que estão preparados para assumir estes desafios com segurança, naturalidade e com um talento inato. O Pedro Correia é um jogador inteligente e concilia a actividade futebolística com os estudos" [o atleta, natural de Lagos, no Algarve, frequenta o curso de Publicidade e Marketing, tendo jogado sempre no Benfica], acrescentou o gestor do futebol.

Também Rui Vitória não poupa elogios ao seu antigo futebolista. "É o melhor lateral direito do País na sua idade. Joga sempre com uma grande dinâmica e é forte em termos ofensivos. Cunpre bem a sua posição e é bom tacticamente. Denota, apenas, alguma dificuldade em termos de improvisação e criatividade nos lances de um contra um. Terá de melhorar este aspecto", explicou Rui Vitória ao DN.

Fernando Alexandre, por seu turno, mostra-se satisfeito pela evolução do amigo. "É um lateral moderno, que gosta de atacar, defende bem e não compromete. É um bom rapaz, divertido, humilde e bom colega de equipa", sublinhou ao DN.

Ler mais

Exclusivos