Artes protegidas por antepassados

José Diogo Quintela. Um dos Gato Fedorento tem linhagens nobres. Descende de empresários e mecenas de artes

José Diogo de Carvalho Quintela nasceu em Lisboa a 29 de Maio de 1977. Estudou nos Salesianos e no Liceu Pedro Nunes nesta cidade, tendo sido sempre um excelente aluno. O último ano do secundário fê-lo nos Estados Unidos através de um programa de intercâmbio de estudantes. Frequentou o Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) da Universidade Técnica de Lisboa, não concluindo a licenciatura. É argumentista, humorista e actor, tendo trabalhado para as Produções Fictícias. Com três colegas, lançou o blogue "gatofedorento" em 2003 que originaria a série televisiva que o celebrizou. É solteiro. Tem dois irmãos. O seu pai, Manuel Eduardo Baltazar de Almeida Lima Quintela é arquitecto e a sua mãe, Maria da Graça Metelo de Carvalho, também de Lisboa, licenciada em Ciências Económicas e Financeiras, é empresária e trabalha no Ministério da Economia.

Pelo ramo paterno, José Diogo Quintela descende de uma família que se celebrizou por ligações à finança, mas também às artes. É quinto neto de Joaquim Pedro Quintela, 1.º barão de Quintela, nascido em 1748, que foi um importante capitalista dos séc. XVIII e XIX e membro de uma família burguesa de Lisboa, herdeiro do morgado do Farrobo e do palácio das Laranjeiras (actual Jardim Zoológico) e de sua mulher, Maria Joaquina de Saldanha. Foi filho destes o 1.º conde do Farrobo, sucessor na enorme fortuna de seu pai, filantropo, que protegeu actores e cantores, promovendo manifestações artísticas. Casou com uma filha de Francisco António Lodi, primeiro empresário do Teatro de São Carlos, a ópera da capital. Dos 1.ºs condes do Farrobo foi filho, entre outros, o visconde da Charruada, Francisco Jaime Quintela, que casou com Cristina Teixeira de Sampaio, filha dos viscondes de Cartaxo e prima dos condes da Póvoa e duques de Palmela, patronos das artes durante o século XIX. Dos viscondes de Charruada foi filho Joaquim Pedro Quintela, nascido na Ajuda em 1861, que casou com Ana Luísa de Albuquerque d'Orey, filha do enigmático alemão Augusto Achilles d' Orey - pianista e empresário, fundador da sua família em Portugal - e neta materna de Luís Mouzinho de Albuquerque, político liberal que foi chefe do Governo (avô do herói de Chaimite). De Joaquim Pedro Quintela e sua mulher foi filho Manuel Eduardo d' Orey Quintela, arquitecto, que casou com Maria Helena Oom de Almeida Lima (cuja família esteve ligada à fundação da Companhia das Lezírias). São estes os avós paternos de José Diogo Quintela, que é assim parente próximo dos actores Francisco e Sofia Nicholson (por descenderem também estes dos citados viscondes da Charruada), da fadista Teresa Tarouca (descendente dos condes de Farrobo) e do actor Paulo Oom (ambos descendentes do comerciante alemão de origem sueca Friedrich Oom, que se estabeleceu em Lisboa no séc. XVIII).

Rodrigo Carlos Faria de Carvalho, nascido em Évora em 1923, estudou Geografia na Irlanda, tendo-se licenciado em Matemática. Foi Director do Instituto Português de Meteorologia. Casou com Maria Teresa de Guimarães Metelo, da antiga família dos morgados de Valongo. São estes os avós maternos de José Diogo Quintela. |

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG