Prémios Amália entregues esta noite

Mariza é distinguida como grande embaixadora do fado e recolhe o Prémio Internacional; Camané é eleito Melhor Intérprete Masculino e Ana Sofia Varela recebe a comenda equivalente dentro do universo das vozes femininas. Estes os três mais importantes galardões de um conjunto de 17 incluídos na primeira edição dos Prémios Amália Rodrigues, a serem entregues numa gala a realizar-se esta noite (22.00) no Teatro São Luiz, em Lisboa.

Os prémios, criados pela Fundação Amália Rodrigues, contemplam 13 distinções na área do fado, sendo as restantes integradas nas categorias Música Étnica, Música Sinfónica e Internacional.

Dos 17 prémios, apenas os de Revelação Fadista, atribuídos a Carmo Rebelo de Andrade e a Ricardo Ribeiro, têm valor pecuniário (1250 euros). Entre os principais galardoados da noite, destaque também para Helder Moutinho, que arrecada o prémio pelo Melhor Álbum de Fado de 2004, por Luz de Lisboa.

As escolhas do júri contemplam ainda Carlos Gonçalves, que recebe o Prémio Melhor Guitarra Portuguesa. Joel Pina é o Melhor Viola Baixo, enquanto o prémio Melhor Compositor de Fado vai para o veterano José Fontes Rocha que, à semelhança de outros distinguidos, trabalhou com a fadista que dá nome a estes prémios. É também esse o caso do guitarrista Raul Nery, um dos primeiros acompanhantes de Amália, que esta noite recolhe um dos dois Prémio Carreira. O outro está reservado para a mítica Argentina Santos, distinguida por um trajecto de meio século de fado.

Para José Pracana fica o Prémio Fado Amador, para Luiz Goes o Prémio Fado de Coimbra. A cantora Isabel Silvestre recolhe o Prémio Música Étnica e a Banda da GNR o Prémio Música Sinfónica.

Ler mais

Exclusivos