As aventuras do 'Triângulo Jota' chegam à RTP

O jovem Joel sente uma atracção especial por Iolanda, modelo profissional. Um dia, de forma inesperada, o rapaz vê passar a mulher mesmo à sua frente, e segue-a até casa. A partir daí, começa uma grande e perigosa aventura a vida de Iolanda corre perigo, a ameaça parte de um "grupo organizado de contrabandistas e de uma seita misteriosa". É assim, em traços gerais, o enredo do primeiro episódio da série Triângulo Jota, que a RTP emite a partir de Setembro.

A nova série, que terá para já treze episódios - o primeiro começa a ser filmado na próxima segunda-feira -, é baseada nos romances para a juventude de Álvaro Magalhães, que integram a colecção Triângulo Jota, publicada pelas Edições Asa. Nestas aventuras, com a cidade do Porto sempre como cenário, dois rapazes (Joel Calafate e Jorge Martins) e uma rapariga (Joana Martins) procuram desvendar alguns casos misteriosos do quotidiano.

Os três jovens protagonistas das aventuras são todos do Porto Rita Castelo Branco (Joana Martins), 15 anos, Pedro Roquete Almeida (Joel Calafate), 15 anos e Pedro Ponce de Leão (Jorge Martins), 18 anos.

Durante a apresentação da série, que decorreu ontem, em Vila Nova de Gaia, o director de programas da RTP referiu que Triângulo Jota "destina-se aos jovens, mas pode cativar espectadores mais velhos", e vai passar "nas tardes ou manhãs dos fins-de-semana", a partir do próximo mês de Setembro. Nuno Santos sublinhou que a aposta na ficção portuguesa, por parte da televisão pública, é um projecto para continuar.

Álvaro Magalhães começou a escrever os primeiros livros do Triângulo Jota no final dos anos oitenta. Nunca esperou, revelou ontem, que duas décadas depois tivesse publicado vinte livros. E qual é o segredo para o sucesso literário da série? A resposta pode ser esta " Um bom livro para jovens tem de ser um bom livro para os adultos." Além disso, refere o escritor, no Triângulo Jota não se procura ensinar algo aos mais novos, mas abrir caminho para a "vastidão daquilo que se desconhece".

A produção da nova série televisão é da responsabilidade da Hop!, criada em 2001 por Henrique Oliveira, que já produziu para a RTP, entre outros trabalhos, o Major Alvega e A Minha Sogra É Uma Bruxa. Casa episódio terá a duração de 50 minutos e a história corresponde a um ou a dois romances de Álvaro Magalhães.

Segundo Henrique Oliveira, cada episódio da Triângulo Jota será independente do seguinte. O objectivo, tanto a nível de trabalho de produção como o produto final, será aproximar a série televisiva a um formato cinematográfico.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.