Vídeo da NASA mostra o degelo do Ártico nas últimas décadas

Imagens acompanham a evolução de degelo desde 1984 até o mês passado

Um vídeo publicado pela NASA mostra como o degelo tem alterado a paisagem do Ártico durante as últimas décadas. As imagens indicam que o gelo mais velho está a desaparecer, deixando as calotas mais vulneráveis ao aquecimento da água do mar e do ar.

Acompanhando a evolução semanal da quantidade e espessura do gelo no Ártico, a partir de setembro de 1984, a NASA concluiu que o gelo está a sofrer "alterações fundamentais" e a tornar-se mais fino. As imagens mostram a diferença e a velocidade do desaparecimento do gelo.

Além disso, o gelo antigo está a derreter a um ritmo mais rápido do que o da formação do novo gelo, criando uma camada de gelo recente e vulnerável.

"Perdemos a maior parte do gelo mais antigo: nos anos 80, o gelo com vários anos era 20% da cobertura de gela. Agora é cerca de 3%", explica Walt Meier, investigador do Goddard Space Flight Center, da NASA. "O gelo mais velho era como uma apólice de seguro do gelo do Ártico. À medida que o perdemos, a probabilidade de um verão quase sem gelo no Ártico aumenta", conclui.

Para criar estas imagens, a NASA recorreu a vários indicadores e medições, mas viu-se obrigada a recorrer a estimativas em alguns anos, pois não tinha dados científicos suficientes.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Sociedade
Pub
Pub