Marcelo "é um espetáculo" e demora mais de meia hora para fazer poucos metros

Nem os turistas estrangeiros quiseram perder a oportunidade de tirar fotos ao lado do Presidente da República português

O Presidente da República precisou de mais de meia hora para fazer um percurso de poucos metros, entre dois edifícios na cidade de Braga. E não foi por causa do trânsito: Marcelo Rebelo de Sousa cumprimentou praticamente todas as pessoas com quem se cruzou, distribuindo beijos e abraços e tirando fotos.

No percurso, não faltaram "vivas" ao Braga, clube de que Marcelo é adepto.

Após ter participado na sessão de encerramento do Fórum "Um novo futuro", que decorreu no Salão Medieval da Reitoria da Universidade do Minho, o Presidente tinha na agenda um encontro com jovens empreendedores no Edifício GNRation, situado a poucos metros de distância.

Foi a pé e, pelo caminho, cumprimentou praticamente todos os com quem se cruzou. "É um espetáculo, este Presidente", dizia uma mulher, enquanto olhava com orgulho para a 'selfie' que tinha acabado de tirar com Marcelo.

Nem os turistas estrangeiros quiseram perder a oportunidade de tirar fotos ao lado do Presidente da República português.

Houve também quem tivesse aproveitado para convidar Marcelo para participar em alguns eventos que vão decorrer em Braga, convites que o Presidente foi registando na agenda.

Convidado para entrar numa pastelaria e "tomar alguma coisa", o chefe de Estado não se fez rogado e aproveitou para matar a sede com uma garrafa de água e "petiscar" dois doces.

Quis pagar mas o presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, logo chamou a si a responsabilidade, embora o proprietário do estabelecimento logo fosse dizendo que era "por conta da casa".

"Era o que mais faltava", referiu, não sem antes ter também registado o momento numa foto com toda a sua equipa à volta do Presidente.

Marcelo ainda teve oportunidade para incentivar a voltar a Portugal uma enfermeira que atualmente está emigrada e para tirar um menino do colo da avó, que aquilo já era "muito peso" para as costas da mulher.

Na rua, falou aos jornalistas sobre os salários dos gestores bancários e depois, então sim, acelerou o passo em direção ao GNRation, que já estava atrasado e tinha ali um grupo de jovens à sua espera.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular