Deputado do CDS: "Não basta um Presidente da República dar beijinhos no dói-dói"

Hélder Amaral, deputado do CDS-PP eleito pelo círculo de Viseu

Eleito por Viseu, o parlamentar centrista afirmou, numa nota no Facebook, que "a culpa não pode morrer solteira"

"Não basta um Presidente da República dar beijinhos no dói-dói e dizer que não há nada a fazer", considerou Hélder Amaral.

No seu entender, "já chega de tragédias destas". Ou seja, "não há falta de meios, nem há condições nunca vistas": "o vento, a temperatura e a humidade são similares aos registados em Agosto do ano passado, ou no Caramulo, no fatídico verão de 2013". Ou seja, a "Autoridade Nacional de Proteção Civil conhece, com razoável antecedência, as condições do tempo". Portanto, "o que falta" é "prevenção, prevenção, prevenção".

Para o deputado, "os senhores autarcas e os bombeiros sabem a floresta que têm" e "é obrigatório terem mapas de risco actualizados" e "fundamental" que levem "muito a sério estes riscos".

Em suma: "A culpa não pode morrer solteira e não basta um Presidente da República dar beijinhos no dói-dói e dizer que não há nada a fazer. Está quase tudo previsto, na lei e no dispositivo de combate aos incêndios. Basta levar muito a sério estes riscos, que se repetem todos os anos".

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Portugal
Pub
Pub