Aeroporto com espera média de uma hora em julho

Quem aterrou no Aeroporto Humberto Delgado a 9 de julho chegou a esperar duas horas e 20 minutos para passar no controlo do SEF

Os passageiros que desembarcaram no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, durante o mês de julho, esperaram em média uma hora para passar no controlo do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). Em 13 dias do mês (41,9% do total) essa espera foi superior a 60 minutos, em quatro casos passou os 90. E houve um dia, 9 de julho, em que o valor máximo de espera pelo controlo dos documentos à chegada a Lisboa chegou às duas horas e 20 minutos.

Os dados da ANA relativos ao mês de julho, a que o DN teve acesso, mostram poucas alterações em comparação com o mês anterior, que registou já tempos de espera de cerca de uma hora. O pico máximo é, no entanto, superior ao registado no mês passado. No início do ano, a ministra Constança Urbano de Sousa definiu que uma das "metas operacionais" do SEF para este ano passa por "fixar em menos de 40 minutos o tempo máximo de espera de processamento no controlo de fronteiras".

Questionado pelo DN sobre estes tempos de espera, o SEF argumenta que "ao longo dos últimos três anos houve um aumento muito significativo de passageiros em todos os aeroportos com ligações internacionais e em especial no aeroporto de Lisboa", onde se registou um aumento de passageiros controlados na ordem "dos 32%". Por outro lado, elenca o SEF, "aumentaram os voos de longo curso, representando um maior número de aeronaves com elevada capacidade de transporte" - o que implica o "desembarque ao mesmo tempo de um maior número de passageiros". Acresce que "as rotas são mais complexas, requerendo análises de risco mais elaboradas". Tudo situações que concorrem para uma maior demora, que é geral, diz o SEF - "o aumento dos tempos de espera não se verifica apenas no aeroporto de Lisboa, mas noutros aeroportos europeus". Reconhecendo o aumento, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras defende, no entanto, que os números registados pela ANA são "máximos de picos " - "No dia-a-dia a maioria dos passageiros passa o controlo de fronteira em tempo muito inferior." O SEF diz ter, atualmente, 230 elementos afetos a esta tarefa, contra 195 no verão passado.

Greve a 24 e 25 de agosto

Para Acácio Pereira, presidente do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do SEF, o que se passa no aeroporto de Lisboa "é um problema estrutural" que se prende, em primeira linha, com a falta de efetivos que permitam dar resposta ao aumento de passageiros. Esta é uma das reivindicações inscritas no pré-aviso de greve entregue pelo sindicato para os próximos dias 24 e 25 de agosto, que Acácio Pereira antevê já como dias "muito difíceis" no aeroporto.

Entre outras medidas, o sindicato exige a "abertura imediata do concurso externo de admissão à carreira de investigação e fiscalização do SEF, negociado há ano e meio e que continua parado no Ministério das Finanças". O DN questionou o Ministério da Administração Interna sobre se já tem resposta, ou um prazo de resposta, quanto a esta matéria. Segundo o MAI "ainda não há data prevista" para a abertura do concurso.

Últimas notícias

Muitas são as pessoas que ao longo do tempo vão acumulando dívidas com o uso do cartão de crédito e, consequentemente, vão acumulando juros. Uma solução para este problema é pagar a dívida na totalidade, o mais rápido possível, porque serão cobrados menos juros e no fim o custo será muito menor. Veja no vídeo outras soluções para acabar com a dívida do cartão de crédito.

Partilhar

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Portugal
Pub
Pub