PCP quer ouvir ministro da Economia por causa do Pingo Doce

O PCP vai requerer a audição parlamentar do ministro da Economia e do Emprego, Álvaro dos Santos Pereira, para pedir explicações sobre a promoção promovida no feriado 1º maio pela cadeia de supermercados Pingo Doce.

Para o PCP, a Autoridade de Segurança Económica e Alimentar (ASAE) e a Autoridade da Concorrência devem investigar se houve violação da lei da concorrência na campanha, que previa um desconto de 50 por cento em compras superiores a 100 euros.

Em declarações à Agência Lusa, o deputado do PCP Agostinho Lopes afirmou que o Governo tem que investigar se houve "vendas com prejuízo".

"Se houve vendas com prejuízo houve uma violação da lei da concorrência e tem que haver uma penalização", defendeu.

Agostinho Lopes contestou ainda a "violação dos acordos coletivos de trabalho" que estipulam "desde há muitos anos o fecho das superfícies comerciais no feriado dia do Trabalhador como aliás no mundo inteiro".

"Julgam-se senhores deste país fazendo tudo aquilo que lhes dá na gana incluindo a legislação e os acordos deste país", lamentou.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular