Cavaco discute crise na Guiné com líderes depostos

O Presidente interino e o primeiro-ministro guineenses, depostos no golpe de estado de 12 de abril, discutiram hoje em Lisboa com o Presidente da República Portuguesa o regresso rápido à normalidade constitucional na Guiné-Bissau.

"À saída de um encontro de 45 minutos com Cavaco Silva, o Presidente interino guineense, Raimundo Pereira, disse que o encontro com Cavaco Silva "foi um momento particular para analisar os contornos da situação política atual na Guiné-Bissau, os meios e a forma de trabalhar para que se possa chegar mais rapidamente à legalidade constitucional".

Acompanhado do primeiro-ministro deposto, Carlos Gomes Júnior, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Djaló Pires, e o embaixador da Guiné-Bissau em Portugal, Fali Embaló, Raimundo Pereira disse ter-se deslocado ao Palácio de Belém para agradecer "o apoio que a CPLP e em particular Portugal têm dado" desde que começou a crise na Guiné-Bissau.

Os dirigentes guineenses seguiram depois para o Palácio de S. Bento, onde irão reunir-se com o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

O Presidente da República interino e o primeiro-ministro da Guiné-Bissau, depostos no golpe de Estado de 12 de abril, chegaram hoje de manhã a Lisboa, provenientes da capital da Costa do Marfim, Abidjan, onde se encontravam desde o dia 28 de abril.

Os dois governantes depostos vão ser também recebidos ainda hoje, às 17:00, por representantes dos países-membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), na sede da organização, em Lisboa.

Últimas notícias

Mais popular