Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Defesa

Ministro diz que 5211 militares vão ser promovidos

por Lusa, publicado por Ana Meireles  

O ministro da Defesa afirmou hoje que o despacho conjunto para a promoção de militares vai ser assinado esta semana com o Ministério das Finanças e abrange 5.211 elementos, entre 1.104 oficiais, 1.099 sargentos e 3.008 praças.

Depois de ser questionado pelo deputado do PCP António Filipe sobre o anúncio que fez, Aguiar-Branco precisou que o que vai acontecer esta semana é a assinatura do despacho conjunto e que as promoções cabem às chefias militares num momento posterior (após publicação em Diário da República).

"Como pode imaginar, não é ao ministro que cabe fazer as promoções, eu tenho respeito pela separação de competências com as chefias militares", afirmou o ministro da Defesa.

José Pedro Aguiar-Branco sublinhou que, como define o Orçamento retificativo, as promoções autorizadas não vão "implicar aumento de despesa global com pessoal".

Durante a audição, os deputados da maioria João Rebelo (CDS) e Hélder Sousa Silva (PSD) congratularam-se com o anúncio de Aguiar-Branco e salientaram que as Forças Armadas têm de ser "diferenciadas" dos funcionários públicos.

"A coesão e a estabilidade são fatores de primordial importância para as Forças Armadas, que têm especificidades próprias e diferentes da administração pública", observou o social-democrata Hélder Sousa Silva.


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
4102Visualizações
4Impressões
72Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 


PUB

NOTÍCIAS Mais VISTAS

btn Banco Popular - DN Destaque
Continente UVA D'OURO 2015 DN 300x100
Btn EdMultimedia - Geral



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Acha que o Papa faz bem em sugerir aos padres que perdoem mulheres que abortaram?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper