Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Visita

Portas defende cooperação e não confrontação entre o Ocidente e a China

por Lusa  

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Paulo Portas, defendeu hoje uma "relação de cooperação e não confrontacional" entre o Ocidente e a China.

"Ninguém compreenderá o século XXI sem compreender a China. (...) Nós olhamos para a China sem preconceitos e respeitamos as diferenças", disse Paulo Portas na abertura de um seminário económico em Xangai.

Num discurso de cerca de 15 minutos perante uma centena de empresários dos dois países, Paulo Portas realçou que Portugal e a China "tiveram sempre uma relação pacífica" ao longo de cinco séculos.

O ministro português qualificou a transferência de Macau para a soberania chinesa, em dezembro de 1999, como "um modelo para a comunidade internacional".

"Ambos os países podem estar orgulhosos dessa transição, feita no pleno respeito do princípio 'um país, dois sistemas'. A transição de Macau reforçou a natural confiança entre Macau e a China", acrescentou.

Paulo Portas reafirmou que Portugal e a China "têm excelentes relações políticas".


Ler Artigo Completo(Pág.1/2) Página seguinte
Patrocínio
 
947Visualizações
6Impressões
7Comentários
0Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
RELACIONADO
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB

Especiais

Recuar
Avançar
Coleção DN 150 anos - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Como classifica a entrevista do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, ontem à RTP?

Muito boa
Boa
Medíocre

Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper