Publicidade
Diário de Notícias Diário de Notícias


Defesa

Antigos páras homenageiam soldados mortos na Bósnia

por Manuel Carlos Freire

Homenagem aos cinco militares mortos na Bósnia, pelos antigos pára-quedistas Pedro Valentim (à esquerda, de férias em Doboj), António Amaro, Aquilino Oliveira e Miguel Machado (comissão organizadora), acompanhados pelo tenente-coronel Francisco Martins (à direita), último chefe da missão portuguesa que domingo deixa o país balcânico em definitivo
Homenagem aos cinco militares mortos na Bósnia, pelos antigos pára-quedistas Pedro Valentim (à esquerda, de férias em Doboj), António Amaro, Aquilino Oliveira e Miguel Machado (comissão organizadora), acompanhados pelo tenente-coronel Francisco Martins (à direita), último chefe da missão portuguesa que domingo deixa o país balcânico em definitivo Fotografia © Miguel Machado

Três ex-pára-quedistas que integraram a primeira força do Exército enviada para a Bósnia, em 1996, repuseram esta quinta-feira, em Doboj, uma placa com os nomes dos cinco soldados daquela especialidade mortos naquele teatro de operações ao serviço da NATO.

Miguel Machado, António Amaro e Aquilino Oliveira organizaram a chamada operação "Não os Esquecemos", destinada a repor uma placa - no monumento da qual foi retirada, em 2007, a inscrição original dos nomes daqueles militares - - para homenagear e perpetuar a sua memória.


Patrocínio
 
5999Visualizações
6Impressões
2Comentários
2Envios
Ferramentas

Enviar por EmailEnviar por EmailPartilharPartilhar
ImprimirImprimir
Aumentar TextoAumentar TextoDiminuir TextoDiminuir Texto

FERRAMENTAS
 
  • Enviar por EmailEnviar
  • PartilharPartilhar
  • ImprimirImprimir
  • Comentar este ArtigoComentar este Artigo
  • Aumentar TextoAumentar Texto
  • Diminuir TextoDiminuir Texto
 
PARTILHAR NOTíCIA
 
Comentar

Se tem conta, faça Login

Email

Password




PUB
NOS ConferênciaPrémioInovaçãoNOS - DN Destaque

Especiais

Recuar
Avançar
PEPE Jornadas Empreendedorismo Turismo - DN Destaque
BT Edições Multimédia
Epaper



PUBLICIDADE

sondagem

Inquérito DN

Demonstração de força do Podemos, em Espanha, significa que pode imitar vitória do Syriza?

Sim
Não
Votar  Ver Resultados



DN

Epaper

Epaper