Começa julgamento de alegado assédio sexual a Taylor Swift

A cantora norte-americana Swift deverá testemunhar no julgamento em Denver, no qual acusa a personalidade da estação de rádio do Colorado, David Mueller

Tem início esta segunda-feira, no tribunal de Denver, a seleção do júri por parte dos advogados da cantora norte-americana Taylor Swift e do antigo dj de uma estação de rádio do Colorado para o julgamento da acusação de assédio que a artista faz a David Mueller.

Taylor Swift alega que numa sessão fotográfica, há quatro anos, o dj deslizou a mão sobre o seu vestido e acrescenta: "Não foi um acidente, foi completamente intencional, nunca tive tanta certeza de nada na minha vida".

A cantora, de 27 anos, deverá testemunhar no julgamento no Tribunal Distrital dos EUA sobre o incidente que resultou na demissão de David Mueller da estação de música KYGO-FM.

Nos documentos do tribunal, a cantora disse que o seu manager informou o manager da KYGO sobre o incidente mas que ela nunca exigiu a demissão de Mueller.

A estação de rádio investigou e, dois dias após o incidente, demitiu o dj por violar a cláusula de moralidade de seu contrato, mostram os documentos judiciais.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Pessoas
Pub
Pub