Trump diz que ia despedir o ex-diretor do FBI "independentemente" das recomendações

Presidente americano disse ainda que James Comey é um "exibicionista". Diretor interino do FBI discorda da posição da Casa Branca sobre a investigação Trump-Rússia

O Presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou esta quinta-feira, que ia despedir o ex-diretor do FBI James Comey "independentemente" do que lhe fosse recomendado pelo Departamento de Justiça.

Estas declarações, numa entrevista exclusiva à NBC News, contradizem algumas das indicações que a Casa Branca foi dando nos últimos dias. De acordo com a Associated Press, Trump teria seguido indicações de elementos do Departamento de Justiça, o que é agora negado.

"Olhem, ele é um exibicionista e o FBI tem estado com problemas. Eu sei isso e toda a gente sabe isso. Se olharem para o FBI há um ano atrás... Ainda não recuperou", disse Trump.

Comey, que liderava a investigação de possíveis ligações da campanha de Trump à Rússia, foi despedido esta semana de forma surpreendente por Donald Trump.

O Presidente afirmou na entrevista que perguntou a Comey se estava sob investigação.

"Sim, eu perguntei-lhe: 'se for possível, diz-me se estou sob investigação?'", afirmou Trump, que acrescentou que James Comey lhe garantiu que não estava a ser investigado.

"Eu sei que não estou a ser investigado. Eu, pessoalmente. Não estou a falar de campanhas ou outras coisas. Eu não estou sob investigação", disse Trump segundo a Associated Press.

O diretor interino do FBI, Andrew McCabe, não confirmou, no Senado, se Comey disse de facto a Trump que este não estava à ser investigado.

McCabe discorda da Casa Branca e diz que investigação é "muito importante"

McCabe, de acordo com a AP, discorda completamente da Casa Branca no que toca à investigação das ligações Trump-Rússia.

Diz que é uma "investigação extremamente importante", contradizendo declarações da Casa Branca. Na quarta-feira, Sarah Huckabee Sanders, uma das porta-vozes, havia afirmado que a investigação em causa seria "provavelmente uma das mais pequenas coisas que o FBI" tem para fazer.

O diretor interino do FBI disse a elementos do Senado que não poderia dizer muito mais sobre a investigação num espaço tão público, mas discordou da definição de Sanders e da posição da Casa Branca.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub