Pirateados dados pessoais de quase 135 mil efetivos da Marinha dos EUA

Até ao momento, não há provas de "uso indevido" da informação recolhida

Piratas informáticos acederam, no mês passado, aos dados pessoais de 134.386 atuais e antigos efetivos da Marinha dos Estados Unidos, segundo revelou na quarta-feira aquela corporação.

O acesso foi feito através de uma brecha num computador portátil de um funcionário da empresa Hewlett Packard que trabalhava para a Marinha norte-americana.

"A Marinha leva este incidente extremamente a sério. É uma questão de confiança para os nossos marinheiros", disse o vice-almirante Robert Burke, porta-voz da Marinha, explicando, em comunicado, estar a tentar identificar os afetados, os quais vão ser notificados nas próximas semanas.

De momento, esclareceu, "não há provas que indiciem um uso indevido da informação comprometida".

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub