Juiz manda para a prisão sem fiança ex-presidente madrileno Ignacio González

O juiz espanhol Eloy Velasco mandou para a prisão, sem fiança, o ex-presidente da Comunidade Autónoma de Madrid Ignacio González, detido quarta-feira no âmbito da operação Lezo, em que se investigam irregularidades na gestão empresa Canal de Isabel II.

O magistrado adotou, assim, a mesma medida que para o homem de confiança de González na América Latina, Edmundo Rodriguez, segundo fontes judiciais citadas pela agência Efe.

Para o irmão de Ignacio González, Pablo González, ex-dirigente de Mercasa, Velasco decretou prisão evitável mediante o pagamento de uma fiança de quatro milhões de euros e para o seu cunhado Juan José Caballero, prisão sob fiança de 100.000 euros.

No caso do ex-conselheiro delegado da Agência Informática da Comunidade de Madrid José Martinez Nicolás, bem como do conselheiro da OHL Javier López Madrid, ditou a libertação sob fiança de 100.000 euros, que devem pagar antes das 12:00 do dia 28 de abril, caso não queiram ir para a prisão.

Dos sete detidos presentes ao juiz, hoje e na quinta-feira, saiu apenas em liberdade e com obrigação de comparecer mensalmente no julgado local Clarisa Guerra, secretária de Edmundo Rodriguez.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub